quinta-feira, 16 de julho de 2009

Notícia.

Quatro xícaras de café na mesa, um cinzeiro com dois tocos de cigarro, as cadeiras afastadas, cada uma para um lado.
Ela lia no sofá. A sala estava limpa, mas haviam caixas de pizza, de lanche, de batatas fritas e de yakissoba amontoadas em cima da mesa de centro. A lua deixava sua luz em rastro pela janela, o vento assoviava quando o silêncio permeava a casa.
O telefone tocou e ela ainda o deixou tocar trez vezes para não perder o final da frase. Quando finalmente atendeu perdeu o livro todo.

2 comentários:

Lucas Grosso disse...

Eu simplesmente adoro seus trechos de livro, que você publica aqui. A Sinteticidade deles fala tanto quanto falariam se estivessem no livro que (espero) você vai escrever.

Mari disse...

Bárbaro!!