terça-feira, 24 de junho de 2008

Folha

Que ódio da folha maldita.
Escrita esquálida,
morte na certa!
Fui cerrar a caneta e pimba!
Borrou-se toda,
de nada que preste.
Pura velha e conhecida pinga!
folha vadia!

12 comentários:

Whisky bemol disse...

Doce reflexão sobre a escrita... Seu blog é lindo Laura!

Bya disse...

Hahahahaha...
Ri bocados com o poema!
Adorei!!! Muito bom mesmo!

mari disse...

Que intimidade com a escrita!! Você está se tornando uma escritora de mão cheia! Parabéns!

Pâmela disse...

Adoreiiiiiiiiiii!
Intersante o modo como você coloca a raiva que as vezes no da de borrar algo quando estamos escrevendo!

Simone disse...

Legal você se da muito bem com a folha que você escreveu rsrsrsrrs.
muito bom.

Nathália disse...

Nossa, ri demais com o pequeno poema! E sim, você realmente tem uma facilidade de escrever que me admira muito. Parabéns. O Blogger está maravilhoso, :)

juliana barbosa disse...

muitooooooooooooooooooo!
legal,adorei
mas coitada da folha.

Felipe disse...

oi meu nome é felipe li todos seus comentarios gostei de todos!vc nao teve dó da folha tadinha dela...bjoos.

Anônimo disse...

Oi adorei seus comentários Parabéns!!!

jeniffer disse: disse...

Gostei muito do seus comentários.
sou a Jeniffer do SENAC

PATRÍCIA DISSE: disse...

Oi ri demais com seus comentários Parabéns beijos PATTY do SENAC

nick disse...

Gostei de voce exibir seus sentimentos em cima da da folha.
nicolas.