domingo, 11 de abril de 2010

Você já não é o meu amor

Mudam-se os olhares
mesmo que não mude quem se vê.
Olhos de paixão tão logo perdem o brilho
tão secos se indiferenciam
tão pardos se esquecem de continuar a sofrer.
Ah...o tempo! Graças ao tempo passar
é que os olhares mudam quando não há nada pra mudar!
Só lastimo alguns olhares que eu deixei escapar,
antes tão fervorosos,
tão ardentes, promissores...
Passeiam já sem muitas cógegas,
estão desgostosos,
pobres de amores.

2 comentários:

Anônimo disse...

poor me... meus olhos de amor ja nao mais veem vc...

Abner Paul disse...

.....Fino!!!

Fiz uma "balada" aqui, música bemmm lentetinha, e quando li esse seu ultimo poema tentei musicar ele nessa minha balada...Mas não é preciso hehe...só ia estragar suas palavras com a minha música Lau!!!!

....fino!!Bonito!!!e triste!!

bju!!