domingo, 27 de julho de 2008

anjos que colorem o céu

cada qual na sua nuvem,

cada um com seu postal,

se não sabe de onde vem,

vá regar o seu quintal!



aqui os sonhos tem dono,

são zelados com paixão,

regados com as águas límpidas

das cascatas do coração!



se há flores com você

tudo é cor, tudo se pinta

se tem é por merecer,

porque sonhos são raras tintas!



(para descontrair um domingo cheio de trabalho e alegrias!)

Um comentário:

Whisky bemol disse...

Eu gostei da subjetividade do seu poema Lau... MAs acho que o ritmo dele foi muito rápido... Você já escreveu poemas que são mais longos, que demoram mais para sair da cabeça, assim como demoram mais pra entrar...