quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Cansaço.

Por que me permito ser o tracejado que não se completa?
O rascunho, as colchias, a parte de trás da flecha?
Por que me deixo ser, do quebra-cabeça, a peça extra?
O fantasma da foto, o caule da flor, a sobra da reta?
Por que me engano que ganho quando me calo?
Acho que já não é, só porque não falo?
Por que, e eu insisto, por que?
O que me faz me amar menos que a você?

2 comentários:

Lucas Grosso disse...

Já vi melhores...

Levante a cabeça que em um mês você nunca mais sofrerá (com isso)

GuzZZ disse...

laura, diga-nos: por quem está apaixonada?